quarta-feira, 12 de setembro de 2012

CENA FINAL




Um guarda-roupa abarrotado de lembranças: eu preciso escolher entre um sapato, que odeio e aquele que você me sorriu de presente.
Saio descalça com música no ouvido pra preencher as reticências que você deixou. Pensar, hoje, torce o peito. O olhar namorando o chão. E aquele carro quase me atropela, porque me distraí contemplando ontem, quando você me presenteou com aquela mensagem comprida. E penso, enquanto meu pé esquerdo se fere numa pedrinha afiada, que eu gosto quando você me chama pro palco. E como foi frase dura, curta – um tiro e ponto – te ver molhando o indicador com sua saliva e virando nossa página. O meu descer as escadas, olhar a placa de saída – escrita com um erro ortográfico – rodar a chave, te entregar a chave e sumir - a duzentos km por lágrima. Gasolina vazando pelas ruas do seu bairro, como se fossem sementes minhas -  na esperança de me florescerem. Um busto meu manchando a fotografia da sua janela, imagem enjoativa, que te afasta.
Buracos, buracos e mais buracos, ocos. Como minha caixa de mensagens. Como esses dias. Como minha presença.

20 comentários:

Thamy Silvia disse...

*----------------*
jura????
Chorei
Ah!!! Esses textos de saudade foi eles me fizeram ser sua fã e a cada texto sou mais fã ainda...

Adorei a frase: "O meu descer as escadas, olhar a placa de saída – escrita com um erro ortográfico – rodar a chave, te entregar a chave e sumir - a duzentos km por lágrima."

E eu desesperadamente dentre a leitura e as lágrimas, posto diminutas frases no meu face.

TE ADOROOOOOOOOOOOOOOOOOOOO PRI ♥

Priscila disse...

Linda, Thamy.
Vou esperar seu texto de saudade, meu desafio.
Beijos

Jéssica disse...

Lindo de mais!
Impossível não derramar uma lágrima, de tristeza e ao mesmo tempo de felicidade, porque você passou para o papel exatamente o que eu precisava ler nessa tarde.
Obrigada! :')

Priscila disse...

Que delícia, Jéssica. Volte sempre. Beijo, Beijo.

Van Mortícia disse...

"E como foi frase dura, curta – um tiro e ponto – te ver molhando o indicador com sua saliva e virando nossa página."
Nunca é fácil ver a página sendo virada... Parabéns pelo texto Priscila! Tenho muito prazer em ler, pois sempre aponta lindas mensagens, às vezes tristes sobre coisas que acontecem na vida.
Abraços

Shiva disse...

Lindo, como sempre. Mas dessa vez, parecia que eu (vi)via cada cena, experimentando as lembranças e emoções. Meus parabéns de novo, e continua com esse trabalho maravilhoso. Já pensaste em compilar isso num livro?

Patrícia Marques disse...

"Buracos, buracos e mais buracos, ocos. Como minha caixa de mensagens. Como esses dias." Quem nunca? Entristeço ao me lembrar do vácuo que nada preenche... Do triste momento, quando aquele que é o dono de tudo, se vai porta afora e não te deixa nada, nada além de tristeza, solidão e saudade... =/

Cynthia Osório disse...

quanta poesia!

Luna disse...

Priscila, seus textos são lindos, intensos, femininos, sensíveis e muito inspiradores. Só refletem a mulher foda que você é. Te admiro muito.
Um beijo, bom dia, Luna

Priscila disse...

Os comentários mais lindos.
Obrigada, meninas.
Luna, Luna... me desequilibrei ao ler isso.
beijos

Nary Magalhães disse...

Incontestavelmente unica hein Priscila. Sem mais.

Anônimo disse...

Sempre com textos perfeitos... ^^

Marcos "Carcará" Gazola disse...

Suas metáforas para o triste ato de apartar-se de outra pessoa são deveras sensíveis. Ademais, ler uma mulher fantasiando sobre uma perda é completamente o oposto das mesquinharias que a grande maioria dos homens costuma relatar. Excelente postagem. Voltarei mais vezes. Até mais.

Priscila disse...

Obrigada, Marcos. Espero que volte sim.
Nary, <3.
beijos

Brenda Camilla disse...

Cara quase chorei... o texto é lindo e me fez lembrar de um passado que pra mim é tão presente como o hj.
lindo Pri
Parabens

@kerools disse...

Já falei pelo twitter, mas esse post vale o repeteco.

É sensacional demais! Daqueles que dá vontade de pegar pra gente, do tanto que cabe. Infelizmente.

Priscila disse...

brenda e kerools, não sei se é bom ou ruim. rsrsrs
beijoca,

Kiira disse...

é um texto lindo e ao mesmo tempo triste, a parte boa é que você é uma ótima escritora e que o tempo existe pra tapar buracos e sumir com reticências chatas. rs

Briccio disse...

Lindo como sempre.

Laila de Souza disse...

Ontem eu estava num momento bem parecido com o do texto ,escrevi algo semelhante ao que você escreveu sobre essa partida .Postei hoje,olha ??
http://www.facebook.com/lailadsouza/posts/4045413113822. Seu texto tá incrível ,parabéns !
Ps: Coloquei pra vc ler pq me sentiria honrada ,não foi para me promover em seu blog, Ok?.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...