sexta-feira, 5 de dezembro de 2008

SOU DESSAS


De poesias manchadas no guardanapo que interrompem bate-papo de bar. De foto três por quatro morando na carteira. De choro. De olho no olho. De amor à primeira vista. De gostar de abraços largos. De não dá-los. De vontades que explodem e preenchem o caminho de volta para casa. De madrugadas. De planos abertos pelo retrovisor do carro. De baixar a cabeça e fugir para o balcão. Uma cerveja e dois copos! De dedos costurados dentro de uma sala de cinema escura. De nuca. De nunca mais vou beber. De flerte no meio de trombadas. De meias palavras. De tudo escrito. De tudo acabado desta vez. De voltar atrás. De olhar de longe. De fingir que não viu. De mentir que não te fuça. De declarações duras. De tapas leves. Que dizem verdades. De acreditar em vou aparecer mais. De não rasgar fotos. De escrever pessoas em uma bexiga de gás e olhar para o céu enquanto elas se apagam de mim. De cair na mesma história. De novo. Do mesmo jeito. De não prevenir nenhum desgosto. De passar a borracha em um número de telefone. De esquecer que passou. De contar que passou. E esquecer também que contou. De ligações no dia seguinte. De ligações perdidas. De propósito. De alôs mais gagos que convites. Ao vivo. De desligar o telefone e deixar o silêncio dialogar. E de atacar as reticências às páginas brancas. De me conhecer só assim, já que sou dessas que gostam de.

14 comentários:

Alberico disse...

Como fico impactado lendo o que vc escreve .... Nem sei o que dizer . E tenho dito ! BJS .

Priscila Nicolielo disse...

é. sou dessas aí.
rsssrrs

dri disse...

Muito bem escrito, passional, mas com técnica. E muito seu estilo, sua cara, seu jeito de emendar os pensamentos com lógica. Saudades.

Ali disse...

vc gosta de sem limites.

Débora disse...

"De escrever pessoas em uma bexiga de gás e olhar para o céu enquanto elas se apagam de mim"

lindo!

(estou aprendendo a escrever/explicar cada vez menos: graças a você; só pra me justificar...ops)

Priscila Nicolielo disse...

Valeu, gente. Beijos,

Vanz disse...

minha bond girl, que coisa mais bonita. que texto mais bom! e que orgulho, nossa!, que tanto.

Denis Cristian disse...

Adorei!

Priscila disse...

oba!

Cinderella disse...

Muito bom!

Priscila Bettcher disse...

Sempre me identificando, e amando muito, tudo que você escreve. *-*

Beijos

Robert Lemke disse...

Impactantemente sincera e incontroversa. Às suas próprias convicções.
Chico Buarque é uma das poucas almas masculinas que ousa desvendar, esmiuçar e desfilar em letras e sons a alma feminina. Que é, justamente, você.

Impressionado.
Robert Lemke

Laryssa Machado disse...

Tão eu esse texto.
Simples, objetivo, confuso ...

http://lary-di-lua.blogspot.com.br/

Hanna Beth FanBr disse...

meu eu preciso dizer,vc escreve tao lindamente,exatamente o que sinto,eu nao escrevo bem,entao te agradeço por escrever coisas tao belas.E varias vezes eu leio certos textos que me confortam tanto,entao o meu muito obrigada e muito sucesso vc merece demais !

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...