quarta-feira, 17 de setembro de 2008

NARIZ GELA...


Nariz gela
cabelo embaraça

cachecol esquenta
palavras gagas

um aperto de mãos
quentes, suadas

o não
fixado no vento

3 comentários:

Ali disse...

Ê lorão, lembro bem quando ficava só pensando em arriscar algumas palavras poetizadas, fico feliz que tenha incorporado mais esse estilo em sua linguagem, acrescenta em todos os outros.

Cuida-te e solta a mão!

Beijo!

Pri disse...

Is We! Como dira o meu falecido. rs
beijos

Ana disse...

O não fixado no vento gela mais que o frio do tempo que se deixa passar... Que a vida escorrendo por entre os dedos, e o cachecol que aquece, pode ser a forca do dia seguinte...
(E este comentário ficou melancólico demais!) =/
Amei o poeminha.
Bjo
Ana
www.mineirasuai.blogspot.com

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...