terça-feira, 27 de setembro de 2011

AQUI!


eu pendurei luzes de Natal na minha saia. você reparou? eu aproveitei pra pintar os cílios de verde e rir bem alto toda vez que a campainha toca, mas você lia alguma coisa interessante. eu enfrentei o espelho depois disso tudo e ele rachou de preguiça. os cacos explodiam alguma palavra que já ouvi quando acordo de pesadelos enrugados. eu entrei no banho e os enfeites escorreram com um sabonete infantil. Eu escolhi um vestido discreto, porque não quero parecer uma. você sabe. pode ser que eu seja uma. mas não tenho certeza de. depende do mês. depende dos olhos. eu saí correndo, porque eu não sei. se a cor do meu cabelo fica bem. se meu português tá correto e as minhas unhas limpas. não sei e não quero falar do que não gosto. quero só criar bolhas de sabão em cima dum escorregador. pra elas voarem bem alto e furta-cor. pra estourar no nariz de alguém. no seu.

2 comentários:

Shiva disse...

É minha impressão, ou os teus textos tão ficando cada vez mais subjetivos? Tá ficando bem interessante, alguns desses últimos mexem comigo tanto quanto os anteriores. No mais, parabéns pelo trabalho, como sempre.

Priscila disse...

eu gosto muitos dos subjetivos. muitas vezes não fazemos sentido. por que não explorar num texto, né? beijos

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...