segunda-feira, 24 de outubro de 2011

e tem a emoção, neblina na estrada. e tem experiências que eu não pedi, porque prefiro doce. e tem o que eu não posso controlar. é tudo isso se esfregando em mim. e tem aquela noite em que eu vesti flores. e essa imagem assediando minhas noites seguintes. alguma coisa no meio da rua acontecia. talvez leveza. ou só teatro. embora eu leia, sem embaraço, felicidade, que é quando você sente vontade de sorrir. eu não me contaminei, porque um dia quase morri disso. e pode ser que meus anticorpos estejam mais confiantes e felizes. e como o clima está ameno, vento nenhum vai se aproveitar da minha vulnerabilidade. chuva nenhuma. romance nenhum.
- assim pensou o monstro que mora dentro de mim.

2 comentários:

Procopio disse...

Sim, uns chamam de medo, outros de mágoa...
E na verdade, simplesmente vive aqui dentro. Como qualquer um.

Priscila disse...

é quase um membro, né? rs quando vc vem pegar o DVD? to com um contato mirabolante. bjs

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...