quarta-feira, 3 de abril de 2013

O ENCONTRO




Guinchada a dois amigos, cada um protegendo um lado do meu corpo, descemos a rua. É noite, ela está barulhenta de pessoas vestidas de preto, de adolescentes de cabelo azul. Piercings andam dentro de skinnies. Meias-calça furadas com um propósito: encaixe social.

Essa rua tem seu cheiro. Eu destoo daqui. Mas o encanto dela. O seu encanto. Essa rua é sua.

No meio do caminho, a minha pedra: você. Você sobe a rua. E o jeito como os seus olhos se arreganham toda vez que me sobrevoam. E eu devo soltar aquele sorriso tímido, em que revelo mais gengivas do que o normal.

Brecamos. Os amigos que penduro tropeçam neles mesmos. Preciso chegar até você apenas para dizer “oi”. E imaginar que você pode me resgatar daquilo. Daquele passeio. Daquele disfarce de vida social. Me arrancar das buzinas da noite e do odor de cerveja que intoxica o bairro.

Você sempre faz. Do seu jeito, mas faz.

Poucos segundos. Os segundos em que nos avistamos. Os segundos em que nos tocamos. Segundos de despedida.
Dias revivendo esse encontro.

Voltamos aos nossos caminhos. Vou descendo a rua em piloto automático. Você sobe em direção a algum cinema, algum bar, alguma outra pessoa, alguma noitada, que só termina quando o sol expulsa todo mundo da festa.

Cada um na sua. Em direções contrárias.

4 comentários:

Cleiton disse...

Não sei se é engraçado ou dramático ao saber que, por uma decisão, podemos tomar um novo caminho e encontrá-la novamente ou nunca mais acontecer. O que o destino nos traça ao longo dos nossos caminhos, não?

priscila nicolielo disse...

eu sempre digo que se o destino colocou na frente de novo, é pra não deixar mais escapar. :)

Raquel Batista disse...

Poucos segundos. Os segundos em que nos avistamos. Os segundos em que nos tocamos. Segundos de despedida.
Dias revivendo esse encontro.


Simplesmente magnifico seus textos! '-' Sucesso.

Sandra Cristina disse...

As vezes sinto que o medo de gostar de alguém, de sofrer novamente e viver quebrando a cara me dominou... mas leio os seus textos e percebo que ainda tenho sentimentos.
Adoro!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...